Acervo conta histórias de vida e arte de Sinhá D’Amora em exposição no Shopping Benfica

Compartilhe nas redes

A mostra pode ser visitada na Galeria BenficArte a partir do dia 1º de Abril

Mulher e nordestina, Fideralina Correia de Amora Maciel, mais conhecida como Sinhá D’Amora, sempre esteve à frente do seu tempo. Vida e obra da pintora serão narradas em exposição que entra em cartaz na Galeria BenficArte a partir do dia 1º de abril. A visitação ocorrerá de segunda a sábado, de 10h às 22 horas, além de domingos e feriados, de 11h30min às 21 horas, com acesso gratuito.

Em comemoração ao aniversário de 296 anos de Fortaleza, a mostra faz parte das medidas promovidas pela Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal da Cultura (Secultfor) para o resguardo de bens patrimoniais.

Um memorial à artista Sinhá D’Amora foi montado no Centro Cultural Casa do Barão de Camocim, no ano de 2019. A exposição que chega ao shopping Benfica é uma mostra deste memorial. À época, um catálogo foi lançado com obras, informações e aspectos da carreira de D’Amora, acervo que pode ser acessado em PDF neste link. A mostra que inaugura neste mês de abril traz 14 obras restauradas, além de 22 medalhas, um troféu, um diploma e dois álbuns de fotografias de seu acervo pessoal. 

Para o empreendedor do Shopping Benfica e fundador da Galeria BenficArte, João Soares Neto, é uma honra receber no empreendimento as obras da artista plástica cearense, do qual a Secretaria da Cultura de Fortaleza é proprietária e guardiã. “A Galeria BenficArte do Shopping Benfica vai expor com honra e prazer o rico acervo da Sinhá D’Amora, uma das maiores pintoras do século XX no Brasil. Está é uma mostra de grande significado para a arte e a cultura do estado do Ceará. Quero que todos aproveitem para ver o que é belo e permanente, a arte”.

Nas peças disponíveis, o público poderá conhecer a visão revolucionária das obras de Sinhá D’Amora, natural de Lavras da Mangabeira (CE), onde nasceu em 1906. A artista morreu no Rio de Janeiro no ano de 2002. Com trânsito entre diversas escolas e tendências, mantinha seus traços fiéis ao estado em que nasceu. Durante sua carreira, a artista ficou conhecida, ainda, pela luta para romper barreiras na arte antes dominada por homens. 

“Sinhá D’Amora tem uma extensa e relevante contribuição às artes visuais. Esta exposição é uma forma de revisitar a obra deixada por ela, no mês em que celebramos os 296 anos de Fortaleza. Uma série de programações está sendo preparada para o mês de comemorações”, comenta o secretário da Cultura de Fortaleza, Elpídio Nogueira.

Com reconhecimento a partir de sua terra na cena das artes plásticas, Sinhá D’Amora foi diversas vezes contemplada com premiações e exposições em importantes salões e concursos nacionais e internacionais. Ainda em vida, presenteou o Município de Fortaleza com a doação de parte desse material, composto por medalhas, diplomas e troféus, além de 13 telas de sua autoria e diversos outros objetos pessoais ligados à sua trajetória artística.

Obra de Sinhá D’Amora (Foto:Divulgação)
Compartilhe nas redes

Deixar uma resposta