Dia da Consciência Negra: projeto Jazz em Cena tem show de Edinho Vilas Boas em tributo a Milton Nascimento sábado, 20/11, às 20h, no BNB Clube. Entrada franca

Compartilhe nas redes

O projeto Jazz em Cena – Temporada Permanente de Jazz, que com apoio do CCBNB Fortaleza reúne desde 2015 grande público em shows de músicos cearenses em homenagem a nomes marcantes do jazz, retornará ao formato presencial, em apresentação especial no sábado, 20/11, Dia da Consciência Negra, às 20h, no BNB Clube, da Av. Santos Dumont, 3646, com entrada franca e ingressos distribuídos no local e no CCBNB Fortaleza (Rua Conde D´Eu, 560), a partir de terça-feira, 16/11. Cada espectador/a é convidado a levar um quilo de alimento, destinado à Campanha Natal sem Fome.
Será o primeiro show do projeto com público presencial desde o início da pandemia – o último com plateia presente havia sido em março de 2020, com Lúcio Ricardo no CCBNB Fortaleza. Desde então o projeto foi paralisado, nos primeiros meses da pandemia, e retomado mais tarde com apresentações gravadas sem público presencial e exibidas no YouTube e nas redes sociais do Centro Cultural Banco do Nordeste.
Agora, com todos os cuidados, a atenção e a prudência necessária à construção de condições para um retorno seguro e responsável a apresentações musicais presenciais, o Jazz em Cena promove no sábado, 20/11, às 20h, no BNB Clube, o show Edinho Vilas Boas – Tributo a Milton Nascimento. Um evento especialmente realizado pelo CCBNB Fortaleza na sede do BNB Clube na Av. Santos Dumont, 3646, em parceria para permitir a acolhida ao público em novo formato. Incluindo serviço de bar e restaurante. O show também será gravado para posterior exibição no YouTube do CCBNB Fortaleza.
Edinho Vilas Boas é o intérprete escolhido para recriar canções de “Bituca” e parceiros, com uma abordagem jazzística esmerada nos arranjos ressaltando a influência do jazz sobre Milton e a de Milton sobre o jazz. Afinal, o cantor e violonista mineiro, além de reconhecido como uma das grandes vozes do mundo, é também um dos compositores brasileiros mais respeitados e regravados pelos jazzistas norte-americanos e europeus. Uma ocasião especial também para celebração e reflexão, no Dia da Consciência Negra.

Caminhos de Edinho e Milton

“É uma alegria imensa cantar Milton! Sinto uma coisa espiritual. Sempre senti, desde criança, quando meu pai ouvia Milton Nascimento em casa e eu já percebia algo muito diferente na música dele”, destaca Edinho Vilas Boas, cantor reconhecido como melhor intérprete no Festival de MPB do Conservatório de Tatuí-SP, a maior escola de música da América Latina, e premiado no final de outubro também no Festival de Música do Bar do Museu do Clube da Esquina, em Minas Gerais. Um encontro natural com o contexto musical e com diversos colegas de Milton, além de compositores e intérpretes mineiros de novas gerações.
“A música do Milton gera uma atmosfera de paz. São canções que falam de vida, de alma”, ressalta Edinho. “Cantar e tocar Milton é derramar alma na alma de alguém, é o que sinto no palco”, enfatiza Edinho, citando também o cuidado nos arranjos do show, a cargo do maestro Luciano Franco, que divide com Edinho a direção musical da apresentação.
Entre as músicas escolhidas por Edinho Vilas Boas e grupo para celebrar a obra de Milton e parceiros estão “Anima”, “Tarde”, “Guardanapos de papel”, “Nada será como antes” e “Maria Maria”, além de “Beijo partido”, de Toninho Horta, colega de Clube da Esquina. Todas as músicas recebem arranjos com uma abordagem jazzística, incluindo espaço para a improvisação, a criatividade, a entrega e a interação entre os músicos. Como Milton e o público merecem!
Juntamente com Edinho Vilas Boas no palco, além de Luciano Franco (teclado, guitarra semiacústica e violão), estarão Iury Batista (contrabaixo acústico) e Paulinho Santos (bateria).
O show contará ainda com participação especial da cantora e compositora Yayá Vilas Boas, filha de Edinho, e de um solista convidado, acrescentando ao espetáculo a sonoridade dos instrumentos de sopro e mais caminhos para melodias e improvisações. Com Edinho cantando Milton, o Jazz em Cena convida o público para um reencontro com a música.

Cuidados de prevenção à Covid-19

A produção do Jazz em Cena, do BNB Clube e do CCBNB Fortaleza ressalta os cuidados necessários à retomada de shows de forma segura e responsável. A apresentação no sábado, 20/11, às 20h, acontecerá no Salão Nobre do BNB Clube, espaço ventilado, sem ar condicionado, com janelas abertas.
A entrada do público se dará exclusivamente pela avenida Santos Dumont, 3646, com entrada franca e ingressos distribuídos no local e no CCBNB Fortaleza (Rua Conde D´Eu, 560), a partir de terça-feira, 16/11. Cada espectador poderá retirar até dois ingressos previamente, apresentando documento de identificação, e é convidado a levar na retirada do ingresso ou no momento do show um quilo de alimento não perecível, destinado à Campanha Natal sem Fome. Conforme o decreto estadual, será exigido passaporte vacinal para acesso ao clube, na noite do show.
A entrada do público se dará a partir de 19h (uma hora antes do início do show), respeitando-se distanciamento. O uso de máscaras da forma correta é obrigatório ao circular pelo clube. Os músicos também utilizarão máscaras durante a apresentação, com exceção dos cantores, Edinho e Yayá Vilas Boas, e do instrumentista de sopro. Será mantido distanciamento entre as mesas.

SERVIÇO:
Jazz em Cena. Show Edinho Vilas Boas – Tributo a Milton Nascimento. Show sábado, 20/11, às 20h, com público presencial e medidas de prevenção à Covid-19.
No BNB Clube (Av. Santos Dumont, 3646, Aldeota). Entrada franca e ingressos distribuídos no local e no Centro Cultural Banco do Nordeste CCBNB Fortaleza (Rua Conde D´Eu, 560), a partir de terça-feira, 16/11 (dois ingressos por pessoa, apresentando RG). Passaporte vacinal exigido para acesso ao clube, na noite do show, conforme decreto estadual.

Cada espectador é convidado a levar 1 kg de alimento, destinado à Campanha Natal sem Fome. Realização: Jazz em Cena e CCBNB Fortaleza. Apoio: BNB Clube. Informações: 99973-3054, redes sociais do projeto Jazz em Cena, do CCBNB Fortaleza e do BNB Clube.

Compartilhe nas redes

Deixar uma resposta