Exposição comemorativa de 100 anos de Antônio Bandeira segue em circulação pelas escolas de São Gonçalo do Amarante

Compartilhe nas redes

A mostra, que acontece até 11 de maio, faz parte do projeto Bandeira nas Escolas, que teve início em abril. Depois de São Gonçalo, a ação seguirá para Maracanaú.

A exposição itinerante com 20 reproduções das principais obras de Antônio Bandeira, um dos mais importantes pintores brasileiros, continua em circulação pelas escolas de São Gonçalo do Amarante. Ao longo desta semana, até a quarta-feira, dia 11 de maio, a mostra permanece na EEF José Maria Barros Pinho, com visitação das 7h30 às 11h30, e à tarde, das 13h às 17h. Além dos alunos e professores da instituição, a exposição receberá a visita de estudantes e docentes de outras escolas da cidade.

A ação faz parte do projeto “Bandeira nas Escolas“, que teve início em abril com exposição, oficina online para professores, oficina para crianças e publicação de uma revista didática sobre o pintor e sua obra. Depois de São Gonçalo do Amarante, o projeto seguirá para o município de Maracanaú, na Região Metropolitana, em data a definir. “Bandeira nas Escolas” lembra o centenário de Antônio Bandeira, que nasceu em Fortaleza, em 26 de maio de 1922, e morreu em Paris, em 6 de outubro de 1967, aos 45 anos.

ANTÔNIO BANDEIRA

Mestre da pintura abstrata e das aquarelas, Bandeira iniciou-se nas artes retratando pessoas e paisagens. Nos anos de 1940 participou de reuniões com grupos de artistas fundando instituições como o Centro Cultural de Belas Artes (CCBA), o Clube de Literatura e Arte (Clã) e a Sociedade Cearense de Artes Plásticas (SCAP). Em Paris, para onde seguiu na mesma década, teve contato com os novos rumos das artes e o abstracionismo passou a caracterizar suas obras. Na capital francesa realizou, em 1950, sua primeira exposição individual. Bandeira passou a maior parte da sua vida transitando entre o Brasil e a França, e expôs nas principais galerias do mundo.

Promovido pela Via de Comunicação, o projeto “Bandeira nas Escolas” tem como objetivo proporcionar o conhecimento sobre vida e obra do artista cearense, bem como a difusão e fruição da arte brasileira, formação e sensibilização para a arte e a cultura de jovens e crianças que vivem em vulnerabilidade social. Com a curadoria do gravador, pintor, fotógrafo, arte-educador e jornalista Francisco Bandeira, a exposição apresenta reproduções de obras como “Auto Retrato no espelho” (1945), “Amazonas guerreando” (1958) e “Cidade queimada de sol” (1959).

O projeto Bandeira nas Escolas é uma realização da Via de Comunicação, Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, com o apoio institucional da Prefeitura Municipal de São Gonçalo e da Prefeitura Municipal de Maracanaú. Conta com o patrocínio da EDP, da Sumitomo Chemical e da Durametal. Captação: BG Soluções Sociais. Parceria: Instituto Antônio Bandeira.

SERVIÇO

Projeto “Bandeira nas Escolas” – Em São Gonçalo do Amarante: Até 11 de maio, na EEF José Maria Barros Pinho (End: Rua Fco. Mendes de Oliveira, 588-766 – Pecém – São Gonçalo do Amarante). Visitação: das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h. Mais informações: (85) 3114-7878. Site:http://www.bandeiranasescolas.com.br/.

Imagem: Reprodução

Compartilhe nas redes

Deixar uma resposta