Secult Ceará abre inscrições para o XIV Edital Ceará de Cinema e Vídeo – Produções

Compartilhe nas redes

Destinado à produção e finalização de longas e curtas-metragens, o edital integra a política do Programa Estadual de Desenvolvimento do Cinema e Audiovisual, o Ceará Filmes, dando continuidade à  linha de financiamento de filmes. Em sua 14ª edição, o edital de Cinema e Vídeo será dividido em três. Na sequência, a Secult Ceará lançará o  XIV Edital Ceará de Cinema e Vídeo – Formação e Roteiros (com R$ 2.520.000,00 para seleção de 14 projetos de formação e 12 produções de roteiros) e o XIV Edital Ceará de Cinema e Vídeo – Cineclubes (destinando R$ 780.000,00 para o fomento a produções de cineclubes, com seleção de 28 projetos). O investimento somado é de R$11,3 milhões. 

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult Ceará) abre as inscrições, nesta quinta-feira,  24/3, para o XIV Edital Ceará de Cinema e Vídeo – Produções, que tem como objetivo conceder patrocínio para propostas de produção independente de obras audiovisuais cearenses nas categorias de produção e finalização de longa-metragem (ficção, documentário, animação e diretor estreante) e de curta-metragem (ficção, documentário e animação).  As inscrições são online e gratuitas, feitas pelo site do Mapa Cultural do Ceará. Mais informações em http://editais.cultura.ce.gov.br/

Em sua 14ª edição, o edital de Cinema e Vídeo será dividido em três, referentes às categorias já conhecidas durante o seu histórico. A edição “Produções” é a primeira delas lançada. Na sequência, a Secult Ceará lançará o  XIV Edital Ceará de Cinema e Vídeo – Formação e Roteiros (com R$ 2.520.000,00 para seleção de 14 projetos de formação e 12 produções de roteiros) e o XIV Edital Ceará de Cinema e Vídeo – Cineclubes (destinando R$ 780.000,00 para o fomento a produções de cineclubes, com seleção de 28 projetos). O investimento somado é de R$11,3 milhões. 

A  ação dá continuidade a uma linha de financiamento de filmes, dentre outros serviços que dinamizam a cadeia produtiva do audiovisual no âmbito do estado e envolvem artistas, diretores, roteiristas, produtores, técnicos e demais profissionais de diversas áreas do setor cultural local. Entre outros objetivos do edital estão: o fortalecimento da política  audiovisual cearense por meio do fomento à produção de filmes; a inserção do produto audiovisual cearense no mercado exibidor nacional e internacional; e o fomentar os arranjos produtivos, desenvolvendo sua cadeia e contribuindo para o fortalecimento do setor audiovisual do Ceará.

“A 14ª edição do Edital Ceará de Cinema e Vídeo compõe o Programa Ceará Filmes, uma lei que institui o Programa Estadual de Desenvolvimento do Cinema e Audiovisual para o Ceará, com o investimento de mais de R$11 milhões, distribuído em categorias de produção de longas e curtas de ficção, documentário e animação e também para projetos de formação, roteiros e cineclubes. Ao todo são 86 projetos, sendo 32 para produções, 14 para formação, 12 para desenvolvimento de roteiros e 28 para projetos de cineclubes, que é tem uma cena forte em nosso estado. Essa primeira etapa saímos com o edital de produções, com o investimento de R$7,7 milhões para fomentar a cena do audiovisual no Ceará”, pontua o secretário Fabiano Piúba. 

Novidades desta edição

Em sua 14ª edição, o edital de Cinema e Vídeo será dividido em três, referentes às categorias já conhecidas durante o seu histórico. A edição “Produções” é a primeira delas lançada. Na sequência, a Secult Ceará lançará o  XIV Edital Ceará de Cinema e Vídeo – Formação e Roteiros e o XIV Edital Ceará de Cinema e Vídeo – Cineclubes. 

“Para essa essa edição, estão previstos três  editais com intuito de compatibilizar as determinações legais das modalidades de financiamento, as formas de participação dos proponentes e as especificidades dos objetos das categorias. Sendo possibilitada a utilização da modalidade de patrocínio a pessoas jurídicas com ou sem fins lucrativos apenas para este primeiro edital”, ressalta a coordenadora de Economia da Cultura da Secult Ceará, Laízi Fracalossi. 

Outro aprimoramento que está inserido no XIV Edital Ceará de Cinema e Vídeo – Produções é a categoria de longa-metragens destinada a diretores estreantes, ou seja, segundo as regras, do edital, um diretor que nunca dirigiu ou co-dirigiu nenhum longa-metragem em nenhum suporte.

“A previsão de vagas para “diretores estreantes” é de suma importância para darmos oportunidade a novas referências para o cinema cearense. Em editais com restrição de vagas, sendo duas para cada gênero, devendo ser uma para capital e uma para interior, a capacidade de competição de iniciantes é notoriamente limitada em razão dos critérios técnicos de análise de currículo e portfólio para seleção das propostas”, comenta a coordenadora de Economia da Cultura da Secult Ceará, Laízi Fracalossi. 

A política do audiovisual no Ceará ganha destaque com a realização do novo edital de Cinema e Vídeo e os projetos patrocinados com recursos da Secult Ceará, por meio da Lei Aldir Blanc. “O Ceará figurou em posição de destaque na execução nacional da Lei Aldir Blanc no que diz respeito ao apoio ao audiovisual, tendo patrocinado, em 2021, 17 produções de longas-metragens (no montante de R$ 16.0000.000,00). Mostra-se oportuno e inédito, neste momento, o fomento a obras produzidas por estreantes, como forma de dar continuidade ao processo seletivo anterior e como gesto audacioso em um momento de restrições nacionais ao setor que impactam ainda mais arduamente sobre os profissionais em início de trajetória”, destaca também a gestora da Secult Ceará. 

“Além disso, o edital se consolida cada vez mais como um instrumento capaz de realizar várias políticas públicas concomitantemente, buscando garantir a diversidade étnica, artística e cultural dos agentes e dos projetos fomentados, com base no pluralismo, nas vocações e no potencial de cada região”, conclui.

Quem pode se inscrever

Poderão se inscrever no XIV Edital Ceará de Cinema e Vídeo – Produções pessoas jurídicas de direito privado, com ou sem fins lucrativos, com sede e foro no estado do Ceará há pelo menos dois anos e que apresentem expressamente em seus atos constitutivos finalidade ou atividade de cunho artístico e/ou cultural ligadas à produção audiovisual, com pelo menos um dos seguintes códigos no CNAE (Cadastro Nacional de Atividade Econômicas), como atividade principal ou secundária:

a) 59.11-1/01 – estúdios cinematográficos;

b) 59.11-1/02 – produção de filmes para publicidade;

c) 59.11-1/99 – atividades de produção cinematográfica, de vídeos e de programas de televisão não especificados anteriormente.

Ceará Filmes

A ideia do Programa Ceará Filmes surgiu em diversas reuniões do setor audiovisual consolidadas pela Câmara Setorial do Audiovisual do Ceará, vindo ao conhecimento e debate junto ao poder público. Historicamente, a Câmara Setorial tem um papel importante no surgimento e fortalecimento desta pauta que foi aprovada pela Assembleia Legislativa no dia 8 de dezembro de 2021 e que foi sancionada pelo governador Camilo Santana no dia 29 de dezembro do mesmo ano.

Entre as principais ações do Programa Ceará Filmes destacam-se o financiamento de políticas públicas para o desenvolvimento econômico, social, cultural, artístico, tecnológico e científico da atividade do audiovisual e da arte e cultura digital, além do fomento à realização de produtos e serviços relativos às atividades do Programa, por meio do fomento. Destaque também para o apoio à comercialização e à distribuição de produtos, direitos e serviços, no país e no exterior, os quais tenham recebido fomento especial, nos termos da Lei; a atuação como Film Commission, facilitando as filmagens e promovendo a imagem do Estado do Ceará; e ainda o apoio e subsídio a ações de formação, capacitação e requalificação nas áreas correlatas à atividade do Programa Ceará Filmes, entre outras.

Serviço

XIV Edital Ceará de Cinema e Vídeo – Produções

Inscrições on-line de 24/03/22 a 24/04/22.

Informações: http://editais.cultura.ce.gov.br/

Compartilhe nas redes

Deixar uma resposta