Territórios da Leitura transforma mais duas bibliotecas no interior do Ceará

No dia 29 de julho duas bibliotecas de escolas públicas de Itapipoca serão entregues revitalizadas por este projeto de incentivo ao livro e à leitura em escolas públicas.

Criar e revitalizar bibliotecas de escolas públicas, com novas cores, mobiliários, equipamentos eletrônicos, jogos e novos livros. A partir daí, oferecer um território fértil para cultivar leitores capazes de fazer leituras sábias do mundo e transformar realidades. Esse é o objetivo do Territórios da Leitura, projeto que visa a democratização do acesso à leitura aliada a uma proposta de formação de leitores.

Territórios da Leitura foi lançado em 2020, um ano atípico por causa do início da pandemia de Covid-19. Mesmo assim, beneficiou o município de Maranguape, no Ceará, entregando uma biblioteca escolar de alto padrão na Escola Municipal Deputado Manoel Rodrigues, além de atividades formativas para educandos e educadores.

Este ano, o projeto chega a Itapipoca. O município cearense ganhará duas bibliotecas escolares revitalizadas, oficinas literárias para crianças e adolescentes e formação para professores. As escolas públicas contempladas estão localizadas em comunidades de vulnerabilidade social: a Escola Dr. Péricles Fernandes Teixeira (1º ao 5º ano), no bairro Nova Aldeota, e a Escola Monsenhor Antônio Tabosa Braga (6º a 9º ano), no bairro Cruzeiro.

Os novos espaços de leitura serão inaugurados no dia 29 de julho, deixando o terreno fértil para leitura no retorno às aulas. Além de cores novas, a revitalização das duas bibliotecas somam, ao todo, mais de 500 novos livros (prevendo títulos em braile e audiobooks), 40 jogos educativos, 7 computadores, mesas de leitura, cadeiras, pufes e móveis planejados. Cada biblioteca recebeu também um aparelho de ar-condicionado e uma smart tv. A proposta é que cada um desses espaços seja um ponto de conhecimento, encontro, afetos e construções de vínculos a partir do livro.

O corpo docente dessas escolas está recebendo oficinas e consultoria pedagógica na área da leitura e literatura até novembro. Eles participaram do seminário virtual do projeto sobre leitura, escrita e literatura na educação básica, realizado no canal da Invento Produções Culturais no YouTube entre 28 de junho e 2 de julho, que beneficiou mais de 1.500 educadores de todo o Brasil.

Ainda como atividade formativa, os alunos dessas escolas poderão participar de oficinas, contações de histórias, tertúlias e clubes literários de agosto a novembro, no intuito de melhorar suas proficiências em leitura e fortalecer suas habilidades de escrita e de argumentação.

O Territórios da Leitura é uma realização da Invento Produções Culturais, da Secretaria Especial da Cultura e do Ministério do Turismo, com patrocínio do Grupo Dass e Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), via Lei Federal de Incentivo à Cultura. Conta com a parceria da Secretaria de Educação de Itapipoca, BG Soluções Sociais e Instituto Seara.

O INÍCIO DO PROJETO EM MARANGUAPE

A primeira biblioteca revitalizada pelo projeto Territórios da Leitura foi da Escola Deputado Manoel Rodrigues, em Maranguape. Além da transformação, foram realizadas atividades online de formação para estudantes e professores.

Os alunos da escola foram incentivados à prática da leitura em oficinas e contações de histórias. Os educadores da instituição participaram de oficinas e receberam consultoria exclusiva. Além disso, o projeto realizou um seminário para todo o Brasil, que teve a participação de mais de 2 mil inscritos e o alcance superior a 3 mil visualizações. Com estas atividades de formação o projeto cumpriu com o objetivo de desenvolver práticas de leitura para educandos e educadores de Redes de Educação Básica Municipais.

“Realizamos uma pesquisa no final do projeto em Maranguape. Alcançamos 99% de avaliação positiva dos educadores”, diz Emídio Sanderson, diretor do projeto Território de Leituras. A pesquisa revelou também que 90% dos alunos afirmaram a pretensão de frequentar a nova biblioteca. “O que pretendemos é cultivar leitores em escolas públicas por meio de bibliotecas, pois elas são consideradas a principal porta de entrada da criança e do jovem na leitura”, explica Emídio. “No Brasil, 44% da população não tem o hábito de ler e 66% não frequenta bibliotecas. Nosso objetivo é mudar esses números, democratizando o acesso ao livro e à leitura e, com isso, estimular o hábito da leitura como um meio de emancipação social”, diz.

Saiba mais: https://territoriosdaleitura.com.br/#

Facebook: https://www.facebook.com/territoriosdaleitura/

Instagram: https://www.instagram.com/territoriosdaleitura/

Youtube (playlist do seminário):

YouTube (registro da biblioteca em Maranguape):

Imagem padrão
NCTDS
Artigos: 473

Deixar uma resposta