Pets em viagens

Compartilhe nas redes

Alguém um dia me falou, com os olhos cheios de ternura e as mãos juntas como em oração: “mamãe, quero tanto um cachorro e eu prometo que vou cuidar dele!” E, em seguida, a outra Alguém completou: “eu também vou cuidar!”

Sim! Eu caí no conto do vigário há 3 anos! Caí na mentira mais fofa que já escutei! Mas, justiça seja feita, eles cuidaram dela… na primeira semana…

Desde então, quando viajamos e não temos como deixá-la, ela nos acompanha. Se existisse programa de milhagens para pets, a Caju Lady já estaria voando de milhas!

Muito importante é o planejamento da viagem quando há um animalzinho de estimação na família. Se ele não for ficar com uma pessoa de confiança ou em hotéis especializados, vale a pena levar seu amiguinho ou amiguinha curtir as férias com a família.

O Código de Trânsito Brasileiro dispõe de normas para o transporte de animais. Segundo o artigo 169, o motorista que dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança, estará sujeito a infração leve. Com isso, podemos concluir que, o motorista que conduzir o animal solto dentro do veículo ou de alguma forma que possibilite distração, comete infração; assim como, os artigos 235 e 252, II, que também trazem proibições sobre o transporte de animais em veículos.

Para viagens de avião, algumas normas variam conforme a companhia aérea, vale conferir as condições e regras de cada uma, antes de efetuar a compra. Contudo, a exigência de um atestado sanitário para o trânsito de animais, a carteirinha de vacinação em dia e o transporte dentro de caixas rígidas ou flexíveis, é comum a todas as empresas em viagens nacionais.

A ordem do dia é: planejamento. Certifique-se se o hotel de hospedagem da família é “petfriendly” e se os passeios aceitam seu amigão.

Se o viajante pet for um gatinho, verifique se o local de hospedagem tem telas de proteção nas janelas, para que ele não dê suas escapulidas. Sendo um cachorro, evite portas e portões abertos, pois ele vai querer conhecer a rua.

Com estas dicas, você pode ter uma noção de como levar seu “aumiguinho” se aventuar com toda a família!

Compartilhe nas redes
Imagem padrão
Bruna Mazzer

Advogada, graduada em Direito pela Faculdade de Direito de Sorocaba/SP (2003). Pós-graduada em Direito de Família, Registros Públicos e Sucessões pela UECE (2011). Advogada inscrita desde 2005 na OAB/CE, atuante na área do Direito Privado, especialmente em matérias relacionadas ao direito de família e sucessões, bem como na advocacia extrajudicial não contenciosa em Proteção de Dados. Participou da 6ª Capacitação em Mediação Familiar Sistêmica, pela Escola Superior de Advocacia Orlando Gomes - BA. É Membro da Comissão de Direito de Família da OAB/CE, Comissão de Direito Sistêmico da OAB/CE e Comissão de Direito da Tecnologia da Informação da OAB/CE. Pós-graduanda em Lei Geral de Proteção de Dados e Governança Digital pela Universidade de Fortaleza - Unifor.
E-mail: brunamazzer.adv@gmail.com
Instagram: @brunamazzer.adv
Whatsapp: (85) 98194-0525

Artigos: 23

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.