Vida rara

Compartilhe nas redes

Se realmente te restasse pouco tempo de vida, qual seria tua atitude?
Você poderia amargar arrependimentos, como em Epitáfio dos Titãs, ou sair pelado na chuva como em O último dia de Paulinho Moska.
Também pode “ser do contra”e fazer como Lenine, em Paciência, que se recusa a aceitar o acelerado do tempo.

Meu amigo e minha amiga, a vida é sim rara… e não tente contestar, pois o tempo corre a passos largos e ligeiros e no final das contas, a corrida finaliza num mesmo ponto para todos nós.

O palco da tua vida é precioso então atue até o apagar da última luz.
Ria, chore, sinta, perdoe, mas não perca tua essência, pois teus olhos lhe serão inúteis se teu coração é cego.

A vida é tão rara… e o tempo é implacável.

Compartilhe nas redes
Imagem padrão
Bruna Mazzer

Advogada, graduada em Direito pela Faculdade de Direito de Sorocaba/SP (2003). Pós-graduada em Direito de Família, Registros Públicos e Sucessões pela UECE (2011). Advogada inscrita desde 2005 na OAB/CE, atuante na área do Direito Privado, especialmente em matérias relacionadas ao direito de família e sucessões, bem como na advocacia extrajudicial não contenciosa em Proteção de Dados. Participou da 6ª Capacitação em Mediação Familiar Sistêmica, pela Escola Superior de Advocacia Orlando Gomes - BA. É Membro da Comissão de Direito de Família da OAB/CE, Comissão de Direito Sistêmico da OAB/CE e Comissão de Direito da Tecnologia da Informação da OAB/CE. Pós-graduanda em Lei Geral de Proteção de Dados e Governança Digital pela Universidade de Fortaleza - Unifor.
E-mail: brunamazzer.adv@gmail.com
Instagram: @brunamazzer.adv
Whatsapp: (85) 98194-0525

Artigos: 17

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.