Governo do Ceará anuncia mais 103 leitos no HGF e amplia a capacidade de atendimento para a população cearense

Larissa Falcão – Casa Civil – Texto 
Carlos Gibaja- Foto

O governador Camilo Santana e o secretário da Saúde do Ceará, Dr. Cabeto, inspecionaram, na manhã desta terça-feira (16), a montagem das unidades de campanha do Hospital Geral de Fortaleza (HGF), maior hospital da rede estadual de saúde, localizado em Fortaleza. Em transmissão ao vivo nas redes sociais, o governador anunciou a construção de três tendas anexas ao HGF, com capacidade para 103 leitos clínicos. Um total de 35 leitos já foram entregues nesta manhã.

Os novos leitos estão sendo disponibilizados para atender pacientes com enfermidades não-covid e, com isso, abrir esse mesmo espaço dentro do Hospital para receber pacientes com a doença causada pelo novo coronavírus. “Nós já tínhamos, ano passado, aberto 39 leitos Covid-19, e aqui estamos abrindo 103 leitos clínicos para auxiliar no suporte do HGF no atendimento nesse momento de pandemia”, afirmou Camilo.

Na oportunidade, o governador e o secretário agradeceram aos profissionais de saúde que atuam no HGF e mencionaram a transformação na gestão do hospital, que resultou na extinção das filas e na melhora do fluxo de atendimento na unidade. “Antes da pandemia, esse hospital já vinha muito bem estruturado, isso faz com que a capacidade de atendimento durante a crise também esteja melhor. Minha homenagem e meu agradecimento especial à equipe que coordena, que faz um esforço sobre-humano para que isso aconteça, e aos profissionais do hospital”, agradeceu Cabeto.

O diretor geral do HGF, Daniel de Holanda, falou sobre a força de trabalho para atender a população cearense. “Praticamente, todas as equipes estão trabalhando já no seu limite, já vem no seu limite há pelo menos um ano. A gente pede encarecidamente à população que, realmente, guardem o seu isolamento social, usem máscara, usem álcool gel, porque a situação ela inspira muito cuidado. Nós estamos passando por uma situação muito grave, uma crise sanitária”, ressaltou.

União para enfrentar a pandemia

Na live, Camilo Santana destacou o apoio que tem recebido de setores da sociedade para viabilizar a entrega dos leitos e outras medidas importantes no enfrentamento à Covid-19 no Ceará. “Agradecer às pessoas que têm sido parceiras nesse momento em que toda a sociedade cearense tem se unido com o objetivo de ajudar a salvar vidas.”

Papel de todos

O governador lembrou que, apesar do esforço coletivo para entregar novos leitos, existe um limite na ampliação de leitos. Já são mais de 3.600 leitos exclusivos em toda a rede estadual. “Mas tem um limite, até porque tem um limite por questão de equipes médicas, de profissionais, que muitas vezes estão exaustos, se dedicando 24 horas a essa pandemia. Por isso, a importância das medidas preventivas, do uso da máscara, evitar aglomerações e o isolamento social”.

O chefe do Executivo Estadual garantiu que continuará trabalhando exaustivamente para comprar mais vacinas, ampliar o atendimento na rede estadual de saúde e anunciar medidas para acolher e apoiar as famílias cearenses. “O Ceará tem feito um esforço enorme para ampliar o que for possível. O que nós ampliarmos para garantir o atendimento digno da população cearense, nós vamos fazer. Estamos todo dia aqui mostrando, às vezes não dá nem tempo de mostrar, porque a prioridade é abrir e atender o paciente, como ontem abriram no Hospital Leonardo (Leonardo da Vinci), como abriram lá em Tianguá. Tenho feito questão, eu e o secretário, de vir às unidades, agradecer o trabalho dos profissionais de saúde, que têm sido, repito, verdadeiros heróis nesse momento de pandemia. Todos nós cearenses temos que nos render e homenagear esses profissionais de saúde, mostrar a importância do SUS, do Sistema Único de Saúde, que atende mais de 80% da população cearense”, destacou.

No final da transmissão, o governador confirmou que um novo lote com 182 mil doses de vacinas chegará ao Ceará nesta semana.

Compartilhe nas redes
Imagem padrão
NCTDS
Artigos: 514

Deixar uma resposta