Governo do Ceará vai construir 19 novos Centros de Educação Infantil

Com investimento de R$ 25,8 milhões, a ampliação dos CEIs oportuniza melhor desenvolvimento para mais crianças cearenses


O governador Camilo Santana assinou, na manhã desta sexta-feira (16), ordens de serviço para a construção de 19 novos Centros de Educação Infantil (CEIs) em 14 municípios cearenses. Com transmissão ao vivo pelas redes sociais, a solenidade teve a presença da primeira-dama do Estado, Onélia Santana, da vice-governadora Izolda Cela e da secretária de Proteção Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos, Socorro França, além dos gestores dos municípios contemplados.

“Estamos aqui dando a ordem de serviço para 19 novos CEIs. Hoje, temos 58 CEIs já entregues. Estamos com 90 em execução, muitos deles já prontos para serem entregues aos municípios cearenses. E mais 19 em licitação. Portanto, perfazendo 186 CEIs. Em breve, vamos anunciar novos. Temos uma meta ousada para garantir que em nosso governo, pelo menos, uma creche tenha sido feita em cada município do Estado do Ceará”, garantiu Camilo Santana, ressaltando que os equipamentos são bem estruturados e acolhedores.

Os municípios contemplados são: Catunda, Crato (2), Independência, Ipaporanga, Ipueiras (2), Itapipoca, Madalena (2), Ocara (2), Parambu, Poranga (2), Tamboril, Crateús, Icó e Maracanaú.

A ampliação totaliza um investimento de R$ 25,8 milhões e faz parte do Programa de Apoio às Reformas Sociais (Proares III). O Proares III tem financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e contrapartida do Governo do Ceará. 55 CEIs estão previstos no Proares III.

A construção dos CEIs faz parte do Programa Mais Infância Ceará, uma política pública de Estado idealizada pela primeira-dama Onélia Santana. A iniciativa, que abrange todos os 184 municípios cearenses, é fundamentada em quatro pilares: Tempo de Nascer, Tempo de Crescer, Tempo de Aprender e Tempo de Brincar.

O Tempo de Aprender compreende a escola como direito de todos, tendo como objetivo a universalização da oferta de pré-escola e ampliação da oferta de creches em todo território cearense. Desde 2015, já foram construídos 58 CEIs, entre obras da SPS e Secretaria da Educação (Seduc), com investimentos de mais de R$ 60 milhões.

A primeira-dama do Estado enfatizou que, além dos equipamentos, o Mais Infância Ceará prioriza, também, a elaboração de materiais educacionais estruturados e a formação dos profissionais de educação infantil. “Recentemente, foi lançado aqui todo o material estruturado, com investimento do Governo do Estado de R$ 6 milhões pela Seduc. Feito aqui por nós, respeitando nossa cultura, em parceria com outras instituições do nosso estado. Além do material estruturado e inédito na história da educação infantil do Ceará, a formação dos profissionais, porque isso é muito importante. Como alguns autores colocam, a infância é o chão onde pisamos em toda a nossa história, em toda nossa vida. E o Governo do Estado reconhece isso. Reconhece, investe e acredita no potencial dessas crianças”, afirmou Onélia Santana.

Cada um dos 19 CEIs tem capacidade de 100 ou 200 crianças de 0 a 5 anos e 11 meses. A estrutura é composta por salas de aula, coordenação, refeitório, cozinha, banheiros e playground. Os equipamentos maiores contam também com berçário. Além de construir e equipar, o Estado também realiza a capacitação dos profissionais contratados para o equipamento.

Segundo Izolda Cela, o constante diálogo entre a Seduc e SPS possibilita o fortalecimento das ações e programas que têm o propósito de criar condições de um futuro melhor para as crianças e famílias cearenses. “Não se trata só de apoiar na construção, mas é no que vai acontecer lá. É uma ação que olha para o presente, ajudando mães e pais na educação dos seus filhos, garantindo estímulos e todas as coisas importantes para eles se aprumarem bem na escola, e olha também para o futuro. Porque uma criança bem cuidada e estimulada, com certeza, tem muito mais chances de se desenvolver, trazendo o bem para sua família e sociedade”, disse.

Socorro França destacou que os CEIs representam um legado para a educação infantil cearense. “Eu me recordo das creches do passado, que eram, às vezes, em fundo de quintal, garagens, e que nada tinham a acrescentar para aquelas crianças. Se o Estado do Ceará, daqui a 10 anos, tiver uma reviravolta nos saberes e na questão emocional dos homens e das mulheres, vocês podem ficar certos de que os senhores são os responsáveis”, comentou.

Até o momento, o Mais Infância Ceará entregou 280 equipamentos voltados para o desenvolvimento das crianças cearenses.

Larissa Falcão – Ascom Casa Civil  – Texto
Ariel Gomes e Carlos Gibaja – Fotos

Deixar uma resposta