Governo do Ceará vai pagar 50% do salário mínimo para novos trabalhadores do comércio e serviços

Medida, que deve durar seis meses, vai gerar 20 mil novos empregos no Ceará

Em bate-papo semanal com a população pelas redes sociais, o governador Camilo Santana anunciou, nesta terça-feira (13), que encaminhará para votação na Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE) projeto de lei que permite o Governo do Ceará subsidiar 50% do salário mínimo para empresas que contratarem novos trabalhadores. O subsídio será concedido durante seis meses e beneficiará empresas de comércio e serviços, setores que foram muito afetados pela pandemia da Covid-19.

“Serão 20 mil novos empregos gerados no Ceará, onde o Governo do Estado vai bancar 50% do salário desses trabalhadores. Uma forma de estimular renda, emprego e oportunidades para os nossos irmãos cearenses. Essa tem sido uma das minhas grandes preocupações, além da pandemia e da vacinação. A vacinação é prioridade, porque são vidas salvas, mas outra é gerar emprego e oportunidades”, garantiu Camilo Santana.

De acordo com o governador, a lei estabelece critérios para a política de subsídio, que será desenvolvida através da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Econômico (Sedet). “Tem que ser novos empregos, porque a gente quer gerar novos empregos. Também tem um teto de número de pessoas, vai ter toda uma regulamentação”, explicou.

Mais empregos e oportunidades

CTPS; CARTEIRA DE TRABALHO; EMPREGO; FOTOS DAVI PINHEIRO/GOVERNO DO CEARA;

Camilo Santana destacou, ainda, outras ações executadas para o desenvolvimento econômico do Ceará. “Há um esforço muito grande nessa retomada da economia. Outra notícia boa e importante é que, comparando 2020 com 2021, no balanço do período, nós tivemos saldo positivo de abertura de novas empresas no Ceará. Para vocês terem uma ideia, nós crescemos 51% em número de empresas abertas se comparado com o ano passado”, disse.

Em relação ao esforço para atrair investimentos, o governador lembrou que na semana passada foram assinados memorandos com duas empresas para instalação de plantas de hidrogênio verde no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, em São Gonçalo do Amarante. Os projetos vão potencializar o desenvolvimento do Hub de Hidrogênio Verde do Ceará.

“A estratégia que estamos apostando no Ceará para o futuro é o Hub de Hidrogênio Verde, que é uma nova fonte de combustível renovável e limpo, para a gente exportar para outros continentes. Aqui nós temos o privilégio de ter a nossa localização, ter vento e energia solar. O futuro será o hidrogênio verde e o Ceará sai na frente”, ressaltou.

Questionado sobre os concursos públicos, o gestor informou que o Estado já abriu quase 10 mil vagas com os concursos da Polícia Militar, Polícia Civil, Perícia Forense do Estado (Pefoce), Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-CE) e Funsaúde. Novos concursos serão anunciados em breve, confirmou o governador.

Apoio aos cearenses

Durante a conversa virtual, Camilo Santana esclareceu que o pagamento do Auxílio Catador tem sido feito regularmente todos os meses. “Nós estamos dando apoio financeiro para esses catadores, estimulando a organização deles em cooperativas e pagando R$275 por mês. Hoje, nós temos quase 2500 catadores sendo beneficiados”.

O governador afirmou que deve anunciar, nos próximos dias, os primeiros cadastros aprovados no programa Ceará Credi.

Larissa Falcão – Ascom Casa Civil  – Texto
Carlos Gibaja, José Wagner, Nívia Uchoa e Tiago Stille – Fotos

Deixar uma resposta