Novo decreto amplia capacidade máxima de eventos e estende horário de restaurantes

Por meio de transmissão ao vivo nas redes sociais no início da tarde desta sexta-feira (23), o governador do Ceará, Camilo Santana, atualizou as medidas do decreto estadual de combate à Covid-19. Entre as novidades, a autorização para eventos com até 100 pessoas para ambientes fechados e até 200 pessoas para ambientes abertos, além da ampliação do horário de restaurantes. Ao lado do governador estava o secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto).

As principais mudanças neste novo decreto, de acordo com o comitê que delibera as medidas, são:

– Restaurantes estão autorizados a funcionar até às 23h
– Barracas de praia passam a funcionar a partir das 8h
– Autorização para a reabertura dos teatros, conforme protocolo sanitário específico;
– Eventos em ambientes fechados liberados para até 100 pessoas, respeitando todos os protocolos sanitários;

– Eventos em ambientes abertos liberados para até 200 pessoas, respeitando todos os protocolos sanitários;

O toque de recolher passa, todos os dias, a ser da meia-noite até as 5 horas da manhã do dia seguinte. O novo decreto estadual terá vigência de 26 de julho a 8 de agosto.

“Temos de fazer tudo com cautela e com responsabilidade, por isso precisamos da ajuda de todos os cearenses. Até que a vacinação chegue a todos, o cuidado tem de seguir nesta pandemia. Em paralelo às novas autorizações, vamos fazer eventos-teste, que serão acompanhados pela Sesa antes, durante e depois. Além disso, em parceria com Anvisa, Fraport, MPF e MPE, estamos mantendo esse controle sanitário em que estamos fazendo testagens por amostragem de todos os voos que chegam na Capital Cearense, tudo para que não haja recrudescimento nas ações do Estado”, explicou Camilo Santana.

LIVE NOVO DECRETO SAUDE; SESA; COVID19; PANDEMIA; FOTOS © CARLOS GIBAJA/GOV DO CEARA;

Dados da pandemia

Dr.Cabeto destacou a ampliação das testagens no aeroporto de Fortaleza e os preparativos para executar o mesmo formato de controle nas rodoviárias, confirmando o momento de maior vigilância sobre a circulação de variantes.

Avaliando a atual situação diante dos riscos de novas variantes do coronavírus, Dr. Cabeto ressaltou a importância de que todos se vacinem. Em recentes estudos divulgados, a proteção contra a variante delta só se dá em caso da imunização completa, tomando as duas doses da vacina. “A pandemia não acabou e estamos avançando na vacinação, mas ainda temos a possibilidade de pequenos surtos, inclusive sujeitos à variante delta. Portanto, cumprir os protocolos é fundamental, protegendo a si e aos outros. Por isso, temos de incentivar que todos tomem a vacina. Deixando de se vacinar, você não só não deixa de se proteger, mas deixa de proteger os outros. O número de pessoas não vacinadas aumenta a possibilidade do número de variantes e novas transmissões. Que as pessoas possam concluir seus ciclos vacinais”, incentivou.

O secretário da Saúde listou também alguns dados do Ceará, apontando que a taxa de positividade de testes de Covid em Fortaleza é de 10%. Todas as macrorregiões estão em níveis abaixo de 1 na taxa de transmissão, o que mostra uma estabilização de presença do vírus. Ele também apontou que em julho há redução de atendimentos nas UPAs ainda maior que a do mês anterior, e com quase 70% dos casos de nível leve e que o grau de letalidade é de 2% dos acometidos pela doença.

Complementando, Camilo destacou os investimentos na estrutura da Saúde, nas aberturas de novos leitos de UTI por todo o Estado, e no grau máximo de transparência. “O Ceará tem procurado dar transparência em todas as suas ações, e via plataforma IntegraSUS, sempre esteve entre os campeões de transparência no Brasil”, disse o governador.

Vacinas

“Continuamos fazendo todo o esforço para levar a vacina para todos os cearenses, e da forma mais rápida possível. Eu não vou descansar enquanto não vacinarmos todos os cearenses. Por isso estamos na luta diária de conseguir mais doses de imunizantes contra Covid, inclusive fechando a tratativa de adquirir doses extras de CoronaVac junto ao Butantan, para acelerar cada vez mais a nossa campanha de vacinação”, disse Camilo, que lembrou da importância de todos se cadastrarem para serem vacinados.

O Ceará registra 5,2 milhões de doses aplicadas, sendo 3,7 milhões tendo recebido primeira dose e os demais tendo completado esquema vacinal de duas doses ou tendo tomado dose única (Janssen), confome dados computados até as 17 horas de quinta-feira (22).

Ações de apoio às famílias cearenses
“Mais de 3 milhões de cearenses foram beneficiados por ações sociais durante a pandemia, e continuamos com parte dessas medidas ainda em execução. Poucos estados têm investido da forma como temos investido na população mais vulnerável”, informou Camilo Santana, que listou muitas das principais ações de apoio às famílias cearenses, incluindo o pagamento das contas de energia em atraso para o setor de alimentação fora do lar.

O governador também ressaltou o Programa Mais Empregos Ceará, que já está sancionado e vai subsidiar 50% do salário mínimo para empresas que contratarem novos trabalhadores, gerando 20 mil novos empregos com o subsídio concedido durante seis meses para beneficiar empresas de comércio e serviços, setores que foram muito afetados pela pandemia da Covid-19. Outra medida importante para movimentar a economia foi a assinatura dos primeiros contratos do Ceará Credi, um programa de inclusão financeira que tem como objetivo ampliar oportunidades de trabalho e renda para empreendedores formais e informais, trabalhadores autônomos e agricultores familiares por meio do acesso ao crédito e capacitação. “Neste primeiro momento serão R$ 100 milhões de investimento em microcrédito produtivo orientado. O programa já conta com 30.187 mil pessoas inscritas, que estão tendo seus cadastros analisados e podem ter acesso a créditos que variam de R$ 500 a R$ 5 mil”, explicou Camilo.

O chefe do Executivo Estadual também detalhou o início da entrega dos cartões do Auxílio Cesta Básica para 25.408 famílias, que beneficia trabalhadores de transportes escolar e alternativo, ambulantes, feirantes, mototaxistas, taxistas, motoristas de aplicativos, bugueiros, guias de turismo e despachantes documentalistas. Todos os beneficiários receberão um cartão-alimentação no valor de R$ 200 pagos em duas parcelas, com a primeira parcela de R$ 100 neste mês de julho e a segunda, em agosto. O total de ações desenvolvidas para mitigar a crise causada pela pandemia, principalmente para as famílias em situação de vulnerabilidade social, contam investimento que ultrapassa o R$ 1 bilhão, com o pagamento da água e luz, a distribuição do vale-gás e o pagamento de auxílio emergencial para trabalhadores dos setores de eventos, cultura e alimentação fora do lar.

Daniel Herculano – Ascom Casa Civil  – Texto
Carlos Gibaja e Tiago Stille – Fotos

Imagem padrão
NCTDS
Artigos: 474

Deixar uma resposta