SE DÊ UMA CHANCE DE SER MAIS….

Parece que não. A gente até acha que não, mas é mais simples do que imaginamos:
A gente não vê o sagrado em nós… porque não nos perdoamos.
Todo dia vem uma voz:
“Se eu tivesse feito uma faculdade”… hoje não dá mais…
“Se eu tivesse dito como a amava”… hoje não dá mais…
“Ahh.. se eu tivesse tido mais tempo com meus pais, filhos”…. tudo seria diferente.
O louco é que todo dia você PODE.
Eis o seu milagre: você se perdoa fazendo o que precisa ser feito. O hoje é pra isto, num te contaram não?
Às vezes, basta um segundo!
Porque as pessoas florescem nos detalhes.
É naquele segundo em que ouviu um “Obrigado” sincero. É quando ouviu o que nunca ouvira.
É quando encostou no peito e ali virou casa.
“A corrente é tão forte, quanto seu elo mais fraco”.
E o nosso elo mais fraco é o amor escasso.
É a nossa criança interior que busca por alguém que seja um farol pra guiar nosso barquinho pra longe das pedras.
Ao levantar, que você cuide de cada segundo seu e o faça semente pra transformar alguém.
Num abraço acolhedor;
No café, entregue na cama;
No sorriso do filho quando se ensina uma mágica;
Ao reconhecer, em público, o quanto é sortudo por ter bons colaboradores;
No pedido de perdão pra alguém que magoou;
Veja sentido em fazer sentir!

Não dependa desse mundo que denomina de ‘hora-extra’, somente aquelas horas que excedem o expediente.
Rebele-se! Todas as horas devem ser extras… extraordinárias!
Se dê uma chance!
Se perdoe e inicie o caminho de volta. No fundo, você sabe o que seu coração quer.
✅ Mude hábitos;
✅ Revisite suas crenças;
✅ Frequente novos lugares;
✅ Goze com o corpo e com a alma;
Seja uma pessoa mais rara, mesmo que algumas amizades fiquem pelo caminho.
Não é qualquer pessoa que precisa estar ao seu lado.
Há pessoas que ficam contigo quando sobra tempo, há pessoas que arranjam tempo pra ficar
contigo. Entenda a diferença e flua no caminho.
Aliás, você não está no caminho, você é o próprio caminho.
Vem que o mundo precisa do extraordinário que existe em você!
Abração, que Deus te abençoe!

//FIM//

Deixar uma resposta